Luís Miguel Carolino

Investigador Auxiliar (Compromisso com a Ciência 2007/FCT), Museu de Ciência da Universidade de Lisboa.
lmcarolino(at)museus.ul.pt

Interesses de investigação

  • História da Astronomia e Cosmologia, séculos XVI-XIX;
  • História da Filosofia Natural, séculos XVI-XVIII;
  • História da Ciência em Portugal, séculos XVI-XIX;
  • História do Ensino de Ciências, séculos XVII-XIX.

Projectos

  • "Consórcio para a História da Ciência e da Tecnologia. Para uma história da Escola Politécnica, Faculdade de Ciências e Observatório Astronómico", (FCT/MCTES, Compromisso com a Ciência 2007), 2007-2012.

Coordenação

  • "Ciência, educação técnica e a construção do Liberalismo em Portugal: o caso da Escola Politécnica de Lisboa (1837-1911)", (HC/0084/2009), 2010–2013.
  • "Valorização dos Acervos do Museu de Ciência da Universidade de Lisboa: A Memória das Ciências Online", (Processo 102319), 2010.

Participação

  • "Folheando jornais: uma janela aberta para as representações de ciência e tecnologia na imprensa periódica portuguesa (1900-1926)", (PTDC/HCT/68210/2006), 2008-2011.
  • “Abrir caminho à integração da investigação de base documental e material em história da ciência: Preservação, acessibilidade e estudos de caso no Museu de Ciência da Universidade de Lisboa", (PTDC/HCT/64181/2006), 2008-2010.

Publicações (selecção)

  1. Luís Miguel Carolino, “The making of a Tychonic cosmology: Cristoforo Borri and the development of Tycho Brahe’s astronomical system in the early seventeenth-century”, Journal for the History of Astronomy, 39: 3 (2008), pp. 313-344.
  2. Luís Miguel Carolino, “Cristoforo Borri and the Epistemological Status of Mathematics in Seventeenth-Century Portugal”, Historia Mathematica, 34: 2 (2007), pp. 187-205.
  3. Luís Miguel Carolino, “Mathematics and the Late Aristotelian Theory of Science: the ‘Quaestio de Certitudine Mathematicarum’ in Seventeenth-Century Portuguese Universities” in Víctor Navarro Brotóns and William Eamon (eds.), Más allá de la Leyenda Negra. España y la Revolución Científica / Beyond the Black Legend: Spain and the Scientific Revolution, Valencia, Instituto de História de la Ciencia y Documentación López Piñero, Universitat de València – C.S.I.C., 2007, pp. 399-411.
  4. Luís Miguel Carolino, Henrique Leitão, “Natural Philosophy and Mathematics in Portuguese Universities, 1550-1650” in: Mordechai Feingold e Víctor Navarro Brotons (eds.), Universities and Science in the Early Modern Period (Archimedes, vol. 12), Dordrecht, Springer, 2006, pp. 153-168.
  5. Luís Miguel Carolino, “João Delgado SJ e a «Quaestio de Certitudine Mathematicarum» em inícios do século XVII”, Revista Brasileira de História da Matemática, 6: 11 (2006), pp. 17-49.
  6. Luís Miguel Carolino, Carlos Ziller Camenietzki (Org.), Jesuítas, Ensino e Ciência (séculos XVI-XVIII), Casal de Cambra, Caleidoscópio, 2005.
  7. Luís Miguel Carolino, “Scienza, Politica ed Escatologia nella formazione dello ‘scienzato’ nell'Europa del XVII secolo: Il caso di Manuel Bocarro Francês – Jacob Rosales”, Nuncius, Florença, 19: 2 (2004), pp. 477-506.
  8. Luís Miguel Carolino, Ciência, Astrologia e Sociedade. A Teoria da Influência Celeste em Portugal (1593-1755), Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian / FCT, 2003.
  9. Luís Miguel Carolino, “ ‘Lux ex Occidente’ – un regard européen sur l´Inde au XVIIè Siècle. Athanase Kircher et les récits des missionnaires jésuites sur la science et la religion indiennes”, Archives Internationales d'Histoire des Sciences, 52 (2002), pp. 102-121.
  10. Luís Miguel Carolino, “Philosophical teaching and mathemathical arguments: Jesuit philosophers versus Jesuit mathematicians on the controversy of comets in Portugal (1577-1650)”, History of Universities, Oxford (Oxford University Press), 16: 2 (2000), pp. 65-95.