Do Escriba ao Sábio

Autor
Yves Gingras, Peter Keating, Camille Limoges
Edição e Ano
Porto, Porto Editora, 2007
Nº de páginas 352 pp.
ISBN 978-972-0-45089-0

Encomendar

Sinopse

Destinada não só aos estudantes mas a todos aqueles que se interessam por História, esta é uma introdução que se propõe romper com as histórias "verticais" fruto de uma crescente especialização, oferecendo corajosamente uma história "horizontal" em que se esboça um quadro de evolução das ciências, das suas origens à Revolução Industrial.

Escolhendo uma abordagem que foge à rigidez disciplinar, que só se instalou no domínio das ciências a partir do século XIX, articula o seu discurso em torno das noções de "modos de apreensão da Natureza" e de "detentores do saber".

Os autores optam por uma reconstrução dos grandes paradigmas que determinaram os quadros de interpretação e de transformação da natureza na história do mundo ocidental, desde as características algorítmicas dos saberes egípcio e babilónio e o saber axiomático, geométrico e dedutivo dos gregos até à concepção analítica que se instala na sequência da Revolução Científica. E focam a sua atenção nos actores que produziram, conservaram e propagaram o saber, analisando detalhadamente as suas origens na organização social e nas instituições do seu tempo, os seus métodos de trabalho, tanto intelectuais como materiais, e a natureza e objectivos das actividades em que se empenharam. Ainda que esteja atenta às formas institucionais, esta obra não se reduz à história "externalista" das ciências, na medida em que se interessa também por descrever as transformações conceptuais ocorridas ao longo da história.