Um museu dos plásticos? Para quem? (Sara Marques da Cruz)

Lisboa, 21 de Junho 2018, 13h
Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA, Edifício VII, Sala de Seminários António Manuel Nunes dos Santos.
Comunicação proferida no âmbito do ciclo de Conferências CIUHCT



Resumo

No âmbito do projeto “O Triunfo da Baquelite - Contribuições para uma História dos Plásticos em Portugal” (Ref .: PTDC / IVC-HFC / 5174/2014), desenvolvido no Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia da Universidade de Lisboa (CIUHCT / FCUL), estamos a desenvolver uma Exposição sobre a História dos Plásticos em parceria com o Museu de Leiria.

O plástico, motor e facilitador de grandes realizações científicas do intelecto humano, mas também imagem das mais prementes preocupações da humanidade. Envolve-nos, molda-nos, veste-nos, transporta-nos, cura-nos… aflige-nos. Que material é este? O que fizemos dele? O que é que ele fez de nós? Pretendemos evidenciar a importância dos Historic Polymeric Materials (HIPOMs) na sua relação com a história da indústria, do design, do consumo, das mentalidades e da ciência em Portugal, através de um processo de musealização, em curso. Tais processos levantam sempre dúvidas relacionadas com a pertinência dos mesmos. A quem pode interessar um aglomerado de peças estáticas em vitrinas?

No caso dos HIPOMs, devido à novidade da consideração destes como “objetos de museu” em Portugal, acrescentam-se as dificuldades da constituição de um acervo – inexistente - e da resolução de problemas de conservação e restauro, cujas técnicas aplicadas ao plástico são ainda incipientes. A Exposição ganha validade se for participativa, se potenciar o cruzamento entre o mundo interior do visitante e os artefactos e conteúdos do museu. Participe connosco nesta construção.

Sobre a oradora

Sara Marques da Cruz é licenciada em História (2007), ramo científico, com avaliação final de Muito Bom, pela Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Lisboa (Portugal).

No âmbito do programa Erasmus (2006) frequentou o ano lectivo na Universidade de Salamanca - Faculdade de Geografia e História, Salamanca (Espanha). Durante os anos de 2009-2012 participou do programa de doutoramento "Sociedade, poder e cultura na era medieval hispânica e europeia" na Universidade Complutense de Madrid - Faculdade de Geografia e História, Madrid (Espanha); neste período trabalhou como voluntária no Museo del Romanticismo, Madrid (Espanha).

Desde 2015 trabalha como voluntária no Museu de Leiria (Portugal), nas áreas de pesquisa e produção de conteúdos para exposições e inventário da coleção do museu, entre outras, e consultora para elaboração de conteúdos para projetos museográficos, como o CDIL – Centro de Diálogo Intercultural de Leiria.

Desde 2017 trabalha como bolseira de investigação no projeto “O Triunfo da Baquelite - Contribuições para uma História dos Plásticos em Portugal” (Ref .: PTDC / IVC-HFC / 5174/2014), financiado pela FCT), e desenvolvido no Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia da Universidade de Lisboa (CIUHCT / FCUL).